Buscar
  • Henrique Correia

Portugal em dia não e Alemanha em dia sim.

Atualizado: Jun 20


Assim se resume este jogo em que Ronaldo foi o único a sair do "naufrágio". No fimal, 4-2 para a Alemanha. E agora, só vencendo.


Ronaldo resistiu ao "naufrágio" português.


A explicação da derrota de Portugal por 4-2 frente à Alemanha é fácil de explicar: Portugal em dia não, correu tudo mal, e Alemanha em dia sim, deu tudo certo.

Portugal marcou primeiro por Ronaldo e até foi bom porque surgiu num momento em que a Alemanha dominava largamente. Só que depois, a Alemanha deu a volta antes do intervalo e na segunda parte chegou a 4-1. O 4-2 veio apenas minimizar a humilhação.

Salvou-se, na equipa portuguesa, o madeirense Cristiano Ronaldo. Marcou, teve grandes pormenores e empurrou a equipa para tentar um último fôlego, sobretudo depois da entrada de Renato Sanchez, que entrou muito bem e enviou a bola ao poste num grande remate. Merece a titularidade.

5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo