top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

PPM tem expressão mínima mas a que tem até foi na Madeira



Albuquerque tem entendimento diferente de Montenegro sobre mais valia do PPM.




Já se sabe que o líder nacional do PSD reeditou a Aliança Democrática de Sá Carneiro com dois partidos que não têm peso eleitoral, sendo que apesar de tudo o CDS ainda tem 1,6% por comparação com o PPM que no todo nacional tem 0,00%. Não será propriamente um bom prenúncio para 10 de março se não for realmente o PSD a desempenhar o papel de "motor" da coligação.

Montenegro considerou uma mais valia este entendimento PSD/CDS/PPM/Movimento Independente, coisa que para Miguel Albuquerque, líder do PSD Madeira, não merece a mesma percepção política ao dizer que na Madeira o PSD vai em coligação na mesma, com outro nome "Madeira Primeiro", mas só com o CDS, uma vez que o PPM, segundo o próprio Albuquerque, "não tem expressão na Região".

Acontece que se formos a ver as contas recentes em matéria de legislativas nacionais, se porventura existissem razões, pela expressão de votos, que justificassem acordo com o PPM, Montenegro teria porventura menos argumentos do que Albuquerque, uma vez que mesmo sendo resultados de âmbito nacional, a realidade é que os 260 votos obtidos pelo PPM foram na Madeira, um dos dois círculos em que o partido concorreu em 2022, o outro foi nos Açores mas em coligação. Por isso, a pouca expressão do PPM até foi na Madeira. E com a particularidade de ter obtido votos em todos os concelhos da Região, designadamente Funchal (92), Santa Cruz (64), Câmara de Lobos (39), Machico (20), Calheta (14), Ribeira Brava (14), Ponta do Sol (8), Santana (3), São Vicente (3), Porto Moniz (2) e Porto Santo (1).

Miguel Albuquerque tem vindo a afirmar a independência estatutária do PSD Madeira, relativamente à estrutura nacional do partido como bandeira que lhe permite uma estratégia própria para as eleições, neste caso particular as legislativas nacionais antecipadas de 10 de março.

Percebendo-se perfeitamente a argumentação da falta de expressão política do PPM , a verdade é que se há razões, ainda que mínimas, para haver coligação em que entre o PPM, ainda estão na Madeira.



16 visualizações

コメント


bottom of page