Buscar
  • Henrique Correia

Presos e doentes internados já podem pedir voto antecipado


Existirá uma mesa de voto antecipado em cada município do continente e das Regiões Autónomas.




A 30 de janeiro de 2022 há eleições para a Assembleia da República, sendo que a legislação correspondente a esse ato eleitoral permite um regime excecional, e

sob determinadas condições, votar antecipadamente.

Neste contexto, quem pretenda exercer esse direito, deverá inscrever-se na plataforma do voto antecipado, no período adequado, selecionando a eleição e a modalidade de voto antecipado que se adequa à sua situação. Pode ainda consultar nesta plataforma a sua inscrição, anteriormente efetuada, para cada uma das eleições a decorrer. A eleição irá decorrer no dia 30 de janeiro de 2022 e poderão inscrever-se para o Voto Antecipado:

  • Doentes internados em estabelecimentos hospitalares - entre 27 de dezembro e 10 de janeiro;

  • Presos não privados de direitos políticos - entre 27 de dezembro e 10 de janeiro;

  • Eleitores que pretendam votar antecipadamente em Mobilidade - entre 16 e 20 de janeiro;

  • Eleitores em confinamento obrigatório - entre 20 e 23 de janeiro;

  • Eleitores internados em estruturas residenciais (lares) e instituições similares - entre 20 e 23 de janeiro.


Relativamente ao Voto Antecipado em Mobilidade foi alargada a sua possibilidade, permitindo o seu exercício a todos os eleitores recenseados no território nacional no sétimo dia anterior ao das eleições (domingo), numa mesa de voto antecipado, a constituir em cada município, escolhida pelo eleitor:

Existirá uma mesa de voto antecipado em cada município do continente e das Regiões Autónomas;

Os eleitores que pretendam votar antecipadamente em mobilidade devem manifestar essa intenção, na presente plataforma, ou por via postal, à administração eleitoral da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna, entre 16 e 20 de janeiro.

Os eleitores que, por força da pandemia da doença COVID-19 estejam em confinamento obrigatório, no respetivo domicílio ou noutro local definido ou autorizado pelas autoridades de saúde que não em estabelecimento hospitalar e os eleitores internados em estruturas residenciais (lares) e instituições similares (alíneas d. e e. acima referidas), desde que se encontrem recenseados no concelho da morada do local de confinamento ou da instituição, podem votar antecipadamente:



6 visualizações