top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

PSD deixa Barreto (para já) a "falar sozinho" com a aposta num "partido vencedor"



O líder do CDS-M defendeu coligação com o PSD nas nacionais de 10 de março, mas a comissão política social democrata diz que o PSD-M é "o único Partido capaz de garantir, junto do Estado, a defesa do interesse superior e das causas de todos os Madeirenses".




A Comissão Política do PSD reuniu-se hoje e as primeiras indicações sobre a eventualidade de haver uma coligação com o CDS para as legislativas nacionais, não estando de parte, são no sentido do partido ir sozinho contrariando as intenções de Rui Barreto, líder do CDS-Madeira, de ir coligado com o PSD-M no ato eleitoral para a Assembleia da República.

Nas conclusões, o PSD-M "sublinhou a importância deste ato eleitoral para a Região e a necessidade do PSD/M manter-se um Partido vencedor, com expressão na Assembleia da República, tanto mais quando se assume como o único Partido capaz de garantir, junto do Estado, a defesa do interesse superior e das causas de todos os Madeirenses"

Vitória essa que conta, mais uma vez, com o empenho, a colaboração e a participação ativa de todos os Militantes, aos quais foram deixados apelos para que contribuam, tal como sempre, para mais um bom resultado, a favor da Região e contra os extremismos e populismos que atualmente se fazem sentir no nosso País".

A vitória nas Legislativas Nacionais "garante a defesa do interesse superior da Madeira", pelo que o PSD-M "manifesta-se a favor da dissolução do Parlamento e da consequente convocação de Eleições Nacionais para o próximo dia 10 de março.

A Comissão Política que reiterou, igualmente, o facto desta ser uma oportunidade para que o Partido, a nível nacional, se afirme como alternativa de poder e de liderança governativa, sendo necessário que, para o efeito, apresente, aos Portugueses, um projeto claro, consistente e capaz de traduzir a estabilidade, o desenvolvimento, a confiança e a justiça social que têm faltado, nos últimos anos, a Portugal.

Quanto ao Orçamento do Estado para 2024, sublinhou-se o facto do PSD/Madeira ter apresentado 34 propostas de alteração que se esperam ver aprovadas na fase da especialidade, numa reunião em que também houve alusão ao Programa do Governo Regional que amanhã começa a ser discutido na Assembleia Legislativa Regional e que se espera ver aprovado, em prol da estabilidade e do projeto de desenvolvimento que se preconiza para a presente Legislatura.

24 visualizações

Comments


bottom of page