Buscar
  • Henrique Correia

PSD diz que não está contra apoios sociais mas quer "aclarar" regras de atribuição


Deputados municipais de Santa Cruz indignados com a forma como o JPP veio comunicar as conclusões da última Assembleia Municipal




Os deputados municipais do PSD eleitos à Assembleia Municipal de Santa Cruz emotiram hoje uma nota onde consideram "condenável a forma como o JPP veio a público comunicar as conclusões da última Assembleia Municipal, reiterando “ser falso que o PSD tenha demonstrado estar contra qualquer tipo de apoio social”, estando apenas em causa a necessidade de “aclarar os critérios e as regras com que estes apoios são atribuídos, à luz das necessidades de quem mais precisa e, não, de outros interesses político-partidários”. Dizem que “é através da gestão criteriosa destas ajudas que elas podem, efetivamente, cumprir o seu papel e beneficiar o concelho”.

Paralelamente, sublinham, “tal como nunca estivemos contra a atribuição destes apoios, também é falso que alguma vez tenhamos votado contra ou criticado estas ajudas”, esclarecendo que a abstenção manifestada surge “pelo facto de entendermos que estes apoios sociais devem abranger também as empresas e os trabalhadores independentes, na base de uma estratégia global e devidamente focada na tão necessária manutenção dos postos de trabalho, o que, até à presente data e por parte do Executivo Municipal, ainda não aconteceu e parece não ser prioridade”.

Em causa, estava a discussão de um empréstimo de 2.000.000,00 (dois milhões de euros) contraído pela Câmara Municipal no âmbito do combate à pandemia COVID19, empréstimo esse a pagar por todos os Santa-Cruzenses “que deve, por isso mesmo, ser gerido e utilizado com seriedade, justiça e responsabilidade”.

5 visualizações