top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

PSD e CDS juntos pelo 25 de novembro com sessão solene


Carlos Rodrigues: "Para nós, não comemorar este dia significa ser faccioso, significa uma injustiça e significa querer reescrever a História".



Os grupos parlamentares do PSD e do CDS apresentaram, hoje, em conferência de imprensa, um Projeto de Resolução conjunto, que dará entrada no Parlamento Madeirense, para instituir, em Sessão Solene, a comemoração do 25 de novembro, refere uma nota do partido.

Carlos Rodrigues, deputado do PSD e porta-voz da iniciativa, destacou a importância desta ação, salientando que "estamos prestes a fazer 50 anos desta data emblemática que celebra a História da política portuguesa”.

O parlamentar reiterou que a liberdade e a democracia se consolidaram com o 25 de novembro, afirmando que "[sem este acontecimento] teríamos acabado com uma ditadura de extrema direita para ficarmos com uma ditadura de extrema esquerda" e que “sem estas duas datas, sem o 25 de abril e o 25 de novembro, nós não viveríamos em liberdade, em democracia, e só com elas, somos, de facto, verdadeiramente livres e democráticos, (…) uma sem a outra não faz qualquer sentido”.

Carlos Rodrigues esclareceu que o 25 de novembro de 1975 foi um momento crucial na História de Portugal, marcado por uma intervenção militar que pôs fim a uma tentativa de golpe comunista, restabelecendo a ordem democrática no país. "O 25 de Novembro veio corrigir essa situação. Para nós, não comemorar este dia significa ser faccioso, significa uma injustiça e significa querer reescrever a História e ressuscitar a utopia da instauração de um regime comunista no nosso país", aclarou o deputado.

3 visualizações

Commentaires


bottom of page