Buscar
  • Henrique Correia

"Quero agora ouvir o vice presidente que será inquirido na próxima segunda-feira"



Miguel Iglesias: "Hoje assistimos a mais um episódio deste processo escabroso do ajuste direto da SDM e as contrapartidas do mesmo"




O PS Madeira não reagiu, oficialmente, pelo seu líder regional, às buscas feitas pela PJ, ontem, a diversos departamentos do Governo, à SDM a duas sociedades comerciais e a duas residências, no âmbito do processo de concessão da Zona Franca e investigando o processo de venda da Quinta do Arco a um suposto fundo, envolvendo o presidente do Governo Miguel Albuquerque. Não estão constituídos arguidos.

Não reagiu, oficialmente, mas o líder parlamentar socialista, Miguel Iglesias, endureceu o discurso, numa publicação no Facebook, uma vez que está a decorrer, na Assembleia Regional, uma comissão parlamentar para abordar precisamente o assunto da concessão e na qual já foi ouvido o antigo secretário regional das Finanças, Rui Gonçalves, que disse ter sido um processo legal e transparente.

Iglesias escreve que "estamos em plena comissão de inquérito parlamentar, formada a pedido do PS Madeira, precisamente sobre este assunto. Quero agora ouvir o vice presidente Pedro Calado, que será inquirido na próxima 2a feira, a falar sobre as calúnias do PS!!!"

Numa outra pública, o líder parlamentar socialista considera que "não foi uma jornada solitária, tem sido com sentido de responsabilidade que tenho enfrentado este regime podre juntamente com os meus camaradas, e hoje assistimos a mais um episódio deste processo escabroso do ajuste direto da SDM e as contrapartidas do mesmo. Muito boa gente denunciou esta situação, veremos o desenvolvimento da investigação".

15 visualizações