Buscar
  • Henrique Correia

Reino Unido exclui Portugal mas mantém Madeira no corredor aéreo seguro

Miguel Albuquerque: "É um reconhecimento pelo empenho que a população tem tido no controlo da doença"

Já era expetável em função do significativo aumento de casos positivos de Covid-19 em Portugal continental. O Reino Unido excluiu hoje Portugal do corredor aéreo seguro, a partir do próximo sábado, com exceção dos voos com partida do Funchal e dos Açores.

Assim, depois de sábado, às 4 horas, quem viajar para o Reino Unido a partir do continente, terá obrigatoriamente de fazer quarentena.

Para o continente, esta decisão irá afetar sobretudo o Algarve, que tem no mercado britânico uma importante parcela do turismo.

Recorde-se que Portugal vem registando elevado número de casos, hoje foram mais 585.

A este propósito, o presidente do Governo Regional indicou que a manutenção do corredor aéreo para a Madeira é um reconhecimento pelo empenho que a população tem tido no controlo da doença.

O Chefe do Governo reitera que a Madeira e o Porto Santo encontram-se numa retoma gradual no setor do turismo, sendo que o Reino Unido, a par da Alemanha representa uma quota muito importante em termos de mercados emissores. 

“Para nós é muito importante que este corredor se mantenha aberto para continuarmos a fazer esta recuperação gradual”, concluiu.

3 visualizações