Buscar
  • henriquecorreia196

Relíquias de São Tiago Menor percorrem os Arciprestados da Diocese do Funchal


D. Nuno Brás: "Praticamente vacinada toda a população madeirense, estamos agora mais à-vontade, ainda que sempre mantendo o respeito pelas regras das autoridades de saúde".



O Bispo do Funchal escreveu uma Carta Pastoral sobre o facto de a Diocese receber, nas próximas semanas, as relíquias de São Tiago Menor, "nosso Padroeiro há 500 anos", considera este "um momento para renovar e revigorar a nossa fé".

D. Nuno Brás diz que "em primeiro lugar, será um momento para tomarmos consciência de que é dos Apóstolos que recebemos a fé que hoje vivemos nas nossas ilhas. Não somos nós que hoje inventamos a fé, ou que a adaptamos àquilo que outros pensam só porque é mais fácil ou "moderno".

O Bispo lembra que aqueles que começaram a colonizar as nossas ilhas "eram cristãos e trouxeram consigo a fé apostólica: foi dos apóstolos que já os seus antepassados tinham recebido a fé; foi nesta mesma fé dos apóstolos que os nossos pais viveram, trabalharam, lutaram e quiseram morrer, transmitindo-a às gerações futuras, a nós. E nós queremos continuar a viver nessa fé, e não noutra".

O Bispo recorda que "infelizmente, ainda em tempo de pandemia, não poderemos manifestar a fé em completa "normalidade" e retomar de todos os dinamismos diocesanos e paroquiais de evangelização. Contudo, praticamente vacinada toda a população madeirense, estamos agora mais à-vontade, ainda que sempre mantendo o respeito pelas regras das autoridades de saúde, para retomar com decisão o caminho da tão desejada normalidade. Que São Tiago Menor, Apóstolo e Mártir, Irmão do Senhor e primeiro bispo de Jerusalém, interceda por nós e nos ajude a crescer na fé, na esperança e na caridade, e a viver cada vez melhor o mistério da Igreja que somos".

O Bispo diz que "é com todos estes sentimentos e procurando reavivar e aumentar a nossa fé e a nossa consciência de sermos Igreja - Igreja diocesana e Igreja universal - que a relíquia de S. Tiago Menor irá percorrer os arciprestados da Diocese do Funchal".


7 visualizações