top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Sérgio Gonçalves tem plano de habitação para avançar em outubro



“Cinco mil famílias carenciadas que não conseguem ter acesso a uma casa condigna”.




O líder do PS Madeira disse Sexta-feira que

Se sair vencedor nas próximas eleições regionais, "o Governo do Partido Socialista avançará, já a partir de outubro, com um plano para a habitação que terá como objetivo central responder às graves carências existentes neste setor".

Reagindo a números divulgados ontem dando conta de condicionantes que limitam significativamente a compra de casa na Região por madeirenses e porto-santenses, quer por causa dos elevados preços praticados no mercado imobiliário regional, quer por uma taxa de esforço das mais altas do País, Sérgio Gonçalves recordou as “cinco mil famílias carenciadas que não conseguem ter acesso a uma casa condigna”.

“Temos assistido também ao aumento contínuo das taxas de juro, que tanto afeta todos aqueles que contraíram créditos à habitação”, constatou, manifestando preocupação face aos resultados do estudo realizado por uma consultora internacional no qual se evidencia as dificuldades que as famílias madeirenses, e muito particularmente os jovens, enfrentam na aquisição de casa, numa altura em que veem o seu poder de compra enfraquecido.

“Ontem, um estudo revelou que para comprar casa na Madeira é necessário ter um salário na ordem dos 3.500 euros e também que a Região é a segunda do País onde os preços das casas por metro quadrado é mais elevado”, referiu o líder do PS-Madeira, apontando que “o grave problema do acesso à habitação não é novo na Região”.

2 visualizações

Comments


bottom of page