top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Sérgio Marques (ainda) tem amigos?


É muito difícil, num contexto de mercado curto e de quase toda a gente que interessa conhecer quase toda a gente que interessa, resistir a estas amizades da vida pública.





Tem "hora de burro", disse o empresário Avelino Farinha, que coloca Sérgio Marques ao nível de um amiguinho, um conterrâneo adotado porque tem casa no concelho onde manda o autarca Carlos Teles do PSD e onde o empresário começou a vida. Amigo, para Farinha, é da sueca ou da pesca, e o antigo secretário regional não vai com Farinha nem à pesca nem à sueca. Pelos vistos, também "não vai à bola". A separá-los está uma camada de betão, talvez por isso o ex-governante foi posto a andar mais cedo. Realmente, se é como Farinha diz, se não não ia a obras nem queria obras, públicas, e tinha o pelouro das obras, o que fazia ali no Governo? Albuquerque deve ter visto isso e pensou com os seus "botões": antes despachar o Sérgio do que ter problemas com empresários que, tudo junto, têm milhares de trabalhadores e famílias que podem valer uma maioria absoluta. Nunca se sabe.

Portanto, Sérgio Marques tem "hora de burro", tem também viagens falsas, ao tempo de deputado europeu, disse o empresário Luís Miguel Sousa, não se sabe se a insinuação é que metia o dinheiro ao bolso (o próprio Sérgio Marques já disse que as declarações do reputado empresário são falsas e deve ter feito confusão). Também era "menino" para chegar tarde quando trabalhava no grupo Sousa, disse o homem forte que manda no Lobo Marinho. E trabalharam juntos, ambos podem desabafar: "com amigos destes..."

O antigo secretário regional, antigo deputado europeu e em duas Assembleias, Regional e da República, aqui menos antigo, está debaixo de fogo. Antigo, também, como homem de confiança da máquina social democrata, do nosso mundo empresarial com falta de escala mas com muita "escola" para o negócio, público e privado, amigo de toda a gente, como convém na vida política, surge agora num contexto em que tem mais do que cara de poucos amigos, tem mesmo muito poucos amigos que querem ver a sua cara. Está em baixa na bolsa de valores que interessa valorar. O dr. Sérgio Marques ainda tem amigos? Daqueles amigos da pesca mesmo, de deitar a linha várias vezes mesmo se alguma vez não vem peixe?

É muito difícil, num contexto de mercado curto e de quase toda a gente que interessa conhecer quase toda a gente que interessa, resistir a estas amizades da vida pública, política, empresarial ou o que quer que seja. E Sérgio Marques conhece bem a sua popularidade dentro do partido, perto do zero, agora estendida ao exterior, se fosse de temperatura dir-se-ia negativa. Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades e o feitiço pode virar-se contra o feiticeiro.

Aquela de oferecer o JM a Luís Miguel Sousa, como disse o empresário, com este a recusar a compra, deve ter sido um outro equívoco. Sérgio não ia acusar o Governo de favorecer empresários quando ele próprio teria uma atitude de favorecimento. Mas no meio disto tudo, agora é que é ainda mais importante ir à comissão de inquérito. A esta hora, já sabe certamente com que amigos conta.


49 visualizações

Comments


bottom of page