Buscar
  • Henrique Correia

Saída de Calado obriga Albuquerque a difícil mexida na orgânica de Governo



Quem vai estar na linha de substituição nos impedimentos do presidente? Se a antiguidade der o posto, estão Jorge Carvalho, Susana Prada e Humberto Vasconcelos.




Miguel Albuquerque quer resolver um problema do PSD, desta vez aliado ao CDS, que é recuperar a Câmara do Funchal, à custa de um vice presidente do Governo Regional. Coloca as "fichas" todas neste "jogo político" que se decidirá a 26 de setembro. Mas uma coisa é certa: no governo vai perder sempre. Ganhando ou perdendo a Câmara, a alteração no Governo será muito complexa para aproximar da relevância de Calado na estrutura.

Seja como for, Albuquerque será obrigado a uma alteração formal, relativamente à nomeação e substituição, como já se disse da responsabilidade do Representante da República por proposta do presidente do Governo, mas também numa outra vertente, relacionada com a própria orgânica de Governo, prevendo-se a inexistência de condições para a nomeação de um vice presidente na futura composição do Executivo. Se essa for a opção, como parece, com a subida de Rogério Gouveia com a pasta complexa das Finanças, resta saber quem é que Albuquerque vai indicar para substitui-lo nas ausências, sendo que por via da antiguidade no Governo, que não é fator determinante, qualquer um dos secretários, Jorge Carvalho, Humberto Vasconcelos e Susana Prada, pode não reunir todos os requisitos para essa tarefa.

Para o líder, que já deve ter equacionado todos os prós e os contras, este é um momento difícil, uma vez que embora existam quadros para preenchimento de lugares, o que é normal em partidos de poder, não há muitas opções de qualidade e caraterísticas para o exercício de determinados cargos, ou há mesmo zero opções, para uma vice presidência. É por isso que uma alteração de Governo, em finais de agosto, altura da renúncia de Calado, não deverá contemplar vice presidente, o que na prática também pode revelar um dos problemas crescentes da política regional, nacional e internacional: a escassez de quadros que se destacam da mediania.

145 visualizações