Buscar
  • henriquecorreia196

Salário mínimo regional (682 euros) passa no Parlamento com votos do PSD, CDS e JPP


A oposição (PS, JPP e PCP) defendeu um aumento superior, e propôs, para esta conjuntura pandémica, uma subida de 5% (698,25%)


O aumento do salário mínimo regional para os 682 euros, representando mais 2,5% em relação ao salário mínimo nacional fixado pelo Governo da República (665 euros).

Assembleia Legislativa da Madeira, foi aprovado hoje com os votos favoráveis do PSD, do CDS-PP e do JPP, e com a abstenção do PS e do PCP.

A secretária regional da Inclusão Social e Cidadania, Augusta Aguiar, garantiu no parlamento, como refere uma nota publicada no site da Assembleia, que “o Governo Regional da Madeira tem vindo a assumir o compromisso claro de aumento do salário mínimo regional, como uma das medidas de valorização do nível remuneratório dos trabalhadores e, consequentemente, o aumento do rendimento disponível para as famílias, melhorando assim as suas condições de vida e promovendo uma maior justiça social”.

A oposição (PS, JPP e PCP) defendeu um aumento superior, e propôs, para esta conjuntura pandémica, uma subida de 5% (698,25%). Augusta Aguiar pediu cautela à oposição assegurando que o objetivo do executivo madeirense é “apoiar os trabalhadores sem pôr em causa a competitividade das empresas”. “Pretende-se refletir e compensar os custos de insularidade e o ónus que isso acarreta para os trabalhadores madeirenses e porto santenses”, afirmou.

7 visualizações