Buscar
  • Henrique Correia

Silêncio e tanto desemprego levam João Pedro Vieira a "acordar" os partidos



"Um sinal de alarme que aparentemente não é merecedor de qualquer reacção dos partidos da Região: a Madeira fechou o ano de 2020 com a maior taxa de desemprego do país no 4.º trimestre do ano"


João Pedro Vieira, médico, socialista, já foi um dos pilares da ascensão de Paulo Cafôfo ao poder no partido, na Região, onde desempenhou as funções de secretário-geral, vem assumindo, na sua página do Facebook, algumas posições públicas que expressam, simultaneamente, um sentido crítico com dois sentidos, um para a governação regional, outro para a oposição, a quem vem apontando, indiretamente, algumas vulnerabilidades do ponto de vista da leitura política, da estratégia e da falta de acutilância relativamente aos assuntos que deveriam estar no topo da agenda político partidária. Quando fala em oposição, mete naturalmente o seu PS-M, entre outros, mas mete sobretudo o seu PS-M, com as correspondentes responsabilidades de maior partido da oposição. Foi este o caso.

João Pedro Vieira chamou hoje a atenção para os últimos dados do desemprego, do último trimestre de 2020, em plena pandemia e crise económica, por isso de natural subida. Mas mesmo assim, mais na Madeira, que registou a maior taxa, segundo dados do INE. Questiona os silêncios, mas pela reação está dececionado com os silêncios dos partidos. Uns pela via da governação, outros pela via da oposição.

"Perante o maior desemprego do país, o silêncio e a indiferença?", esta é a primeira questão que lança. Depois, diz isto: "Um sinal de alarme que aparentemente não é merecedor de qualquer reacção dos partidos da Região: a Madeira fechou o ano de 2020 com a maior taxa de desemprego do país no 4.º trimestre do ano e foi a única região acima dos dois dígitos. 1 em cada 10 madeirenses em idade activa encontrava-se desempregado no final do ano. Quando é que nos tornámos indiferentes a esse drama individual, familiar, social e económico? Estamos todos distraídos?"

6 visualizações