Buscar
  • Henrique Correia

Teófilo mostra números da aquacultura em Canárias para esbater críticas na Madeira

Canárias atinge 92 milhões de euros em aquacultura e Madeira não vai além dos 5 milhões de euros

Aldeia de Canárias com uma instalação de aquacultura junto à costa (foto SRMP)


A informação é da secretaria do Mar e Pescas e tem um sentido claro de esvaziar as críticas relativamente à produção de aquacultura na Madeira, que tanta polémica tem dado à volta da instalação de jaulas junto à costa, na Ponta do Sol e Calheta. Teófilo Cunha, o secretário, traz a público números para impressionar mais, comparativamente com Canárias.  A nota revela que, na Madeira, "o ano fecha com uma produção próxima das 1500 toneladas, ultrapassando claramente as 1075 toneladas registadas em 2019. Já no arquipélago de Canárias, vizinho próximo da Madeira, "a produção de dourada e robalo, em 2019, rendeu, na primeira venda, mais de 92 milhões de euros, numa produção muito próxima das 16 mil toneladas". A secretaria diz, ainda, que "na Madeira, no mesmo período, facturou escassos 5 milhões de euros, numa produção de apenas 1075 toneladas". Explica que "sendo a base da economia assente no turismo, tal como a Madeira, acrescente-se, como nota informativa, que em 2019 entraram em Canárias mais de 15 milhões de turistas. A Madeira, no mesmo ano, recebeu 1,5 milhões". | 


7 visualizações