Buscar
  • Henrique Correia

Turismo com retoma em curso prepara-se para um mês de Festa da Flor


Governo investe no regresso do cartaz no seu figurino habitual com o cortejo como ponto forte a 3 de outubro.


O Funchal já regista um elevado movimento turístico.


"Madeira Jardim da Esperança" é o tema da Festa da Flor 2021, este ano fora de época devido à pandemia. Começa sexta-feira, 1 de outubro, acaba no dia 24. Com a Festa do Vinho pelo meio, essa sim habitualmente por estas alturas, em setembro

contexto de retoma turística, com a Madeira a apresentar já um nível interessante de ocupação e de movimento turístico pelos lugares mais emblemáticos do Funchal, a Festa da Flor surge como um teste importante à capacidade da Região gerir este momento de previsível grande movimento, de locais e turistas, sendo o cortejo, a 3 de outubro, o ponto considerado mais crítico.

A secretaria regional do Turismo e Cultura investiu 350 mil euros e assinou doze protocolos com os grupos que participarão, com cerca de 1.500 figurantes, no cortejo alegórico, no dia 3, sendo, em concreto, os seguintes: “Associação FT - Fitness Team”, “Associação de Batucada da Madeira – ABM”, “Poeira D’Enigmas – Associação Recreativa Cultural e Escola de Samba”, “Associação Musical, Cultural e Recreativa e Coro de Camara de Câmara de Lobos”, “Associação de Animação Geringonça”, “Escola de Samba Caneca Furada”, “Maria Isabel Gomes Melo de Castro”, “João Egídio Andrade Rodrigues”, “Associação ANIMAD”, “Associação Cultural Império da Ilha”, “Tramas e Enredos – Associação” e “João dos Santos Encarnação Mendes”.

Outro protocolo é com a “AJEM – Associação de Jovens Empresários Madeirenses”, que irá organizar o “Madeira Flower Collection”, nos dias 8 e 9, direcionada para a promoção do setor da moda regional.

Entre os vários momentos da programação do evento, podemos referir o "Muro da Esperança", com a colocação da flor por parte das crianças, no dia 2, e as atuações dos grupos integrantes no Cortejo Alegórico nos dois fins-de-semana seguintes (dias 9 e 10 e 16 e 17), na Praça CR7 e no Heliporto, e ainda outros que, a seu tempo, serão revelados.

O tema escolhido para este ano, segundo o secretário regional Eduardo Jesus,tem a ver com com o virar de página, com o qual a Madeira quer continuar a ser um jardim de esperança para todos e também um reforço evidente para a retoma que se quer no turismo”.

4 visualizações