Buscar
  • Henrique Correia

União "não deu falta de comparência" e remeteu documentos para autoridades

"FPF, AFM e as autoridades locais estão na posse de toda a documentação acerca deste assunto já algum tempo"


O União não jogou o encontro da primeira jornada do Campeonato de Portugal mas recusa que seja considerada falta de comparência. E explica isso mesmo em comunicado, onde refere que o clube 

"entendeu não haver condições para a realização do jogo da primeira jornada por não estarem reunidas as condições necessárias para o mesmo, remetendo a análise final para a FPF, isto porque não violamos nem violaremos as regras das autoridades".

Esclarece o clube que "a FPF, a AFM e as autoridades locais estão na posse de toda a documentação acerca deste assunto já algum tempo. Tivemos o cuidado de por várias vezes tentar de forma amigável o adiamento, não tendo conseguido, expusemos os nossos argumentos e deixamos vários alertar formalmente, mas não quero nem vou alongar sobre isso, até porque estes assuntos devem ser resolvidos nos sítios certos e devemos todos defender a indústria em que estamos inseridos, neste caso a indústria futebol e não alimentar especulações. Mas também não podemos desrespeitar as autoridades. A FPF tem toda a comunicação e está a par das autoridades competentes"

A administração do clube lembra que "a União é uma instituição de utilidade pública com 106 anos de história, quase a fazer 107, teve um preponderante na fundação da Associação de Futebol do Funchal, numa altura em que o futebol não se encontrava devidamente organizado, como sabe, coube aos responsáveis do União a liderança de formar um movimento associativo de forma a que a época desportiva fosse devidamente programada, nascendo assim aquela que é a actual Associação de Futebol da Madeira. Temos por isso uma responsabilidade acrescida, quer com a nossa historia, quer com os nossos fundadores, todos os que nos representaram ao longo da nossa história, mas também com o futebol regional, o União, enquanto estiver com a liderança desta administração nunca dará faltas de comparência numa competição em que está inserido que não seja por motivos de força.

20 visualizações