top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Unidade de Saúde é obra de relevo no Porto Santo; EMIR mantém-se todo o ano



Implementar rastreios regionais e o Projeto “+hospital na comunidade” a fim de evitar a necessidade de deslocação de muitos utentes à Madeira em várias especialidades.





O Governo Regional pretende, para o Porto Santo, adotar ações diferenciadas "em

respeito da legítima reivindicação de igualdade de condições e de oportunidades em contexto regional e nacional. É necessário prosseguir na introdução de medidas que mitiguem as dificuldades acrescidas, alargando a atratividade da Ilha e dotando-a de

condições para a fixação e crescimento populacional e económico.

Um dos objetivos propostos é promover o desenvolvimento económico sustentável da ilha do Porto Santo, criando medidas que visem mitigar os efeitos da dupla insularidade do Porto Santo nomeadamente através do subsídio para as deslocações aéreas e marítimas da população local.

O aparecimento da nova unidade local de Saúde (ULS) "constitui um desafio para a ilha do Porto Santo e seus residentes, mas também para os visitantes, conferindo maior segurança e qualidade na resposta no dia a dia e também nas situações de exceção".

Nas orientações estratégicas, o Governo pretende "aumentar o número de recursos humanos de acordo com as necessidades de especialidades de apoio, bem como diferenciar a resposta analítica e de imagem na nova unidade, salientando-se o aparelho de tomografia (TAC) para auxílio na decisão dos casos clínicos", além de "qualificar e capacitar os nossos profissionais a fim de garantir a resposta adequada a todas as situações urgentes e emergentes do foro médico, cirúrgico e traumatológico integração de cuidados far-se-á com o SESARAM e com o SEMER através da EMIR com permanência constante na ilha nos 365 dias do ano".

Prestar assistência aos utentes do Porto Santo, bem como implementar rastreios

regionais e implementar o Projeto “+hospital na comunidade” a fim de evitar a necessidade de deslocação de muitos utentes à Madeira em várias especialidades, como a Cirurgia, Anestesiologia e a Gastroenterologia", são igualmente metas constantes do programa de Governo.

Ainda na área da Saúde, "implementar o novo regulamento das viagens para os utentes do Porto Santo com benefícios adicionais para utentes e acompanhantes; melhorar a rede de cuidados continuados integrados no Porto Santo com o aumento do nº de camas e de profissionais associados surgindo em simultâneo

com a nova Unidade de Saúde local; continuar a estimular os cuidados paliativos no Porto Santo de acordo com as necessidades dos utentes e famílias assegurando uma resposta célere de acompanhamento e monitorização no domicílio".

O Governo vai "continuar com a prestação assistencial da equipa da EMIR durante todo o ano dando apoio no pré-hospitalar e no Centro de Saúde", vai "incrementar a utilização das novas tecnologias na prestação assistencial com o recurso à Telesaúde" e vai "promover a criação de um passe saúde para todos os porto-santenses, consubstanciando e reforçando o novo regulamento das viagens recentemente implementado".


30 visualizações

Yorumlar


bottom of page