top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Albuquerque demite-se sem maioria absoluta



Presidente do Governo e cabeça-de-lista da coligação "Somos Madeira" quer assumir um compromisso com o eleitorado para respeitar princípios como a estabilidade, confiança e credibilidade.





Miguel Albuquerque demite-se se não conseguir a maioria absoluta nas eleições regionais de 24 de setembro. A declaração faz parte de uma entrevista que o presidente do Governo Regional, líder do PSD-M e cabeça-de-lista da coligação "Somos Madeira", uma parceria PSD/CDS, concedeu ao Jornal Económico.

Albuquerque quer assumir um compromisso com o eleitorado para respeitar princípios como a estabilidade, confiança e credibilidade. E para isso coloca a fasquia alta à procura de passar a barreira dos 24 deputados, atual base parlamentar dos dois partidos. Uma margem de um deputado acertada em 2019 quando o PS retirou, pela primeira vez, a maioria absoluta ao PSD-M com a candidatura de Paulo Cafôfo.

Nesta entrevista, Albuquerque fala da redução de impostos, mantendo as reservas, que são conhecidas, relativamente ao IVA, diz que cortar no IVA não resolve junto do consumidor e dilui-se nas cadeias de abastecimento.

Sobre Luís Montenegro, diz que um político sem palco demora tempo a afirmar-se, mas o pacote fiscal do PSD está bem feito.

Pelo contrário, a governação socialista para a provocar uma paralisia social no Pais.


18 visualizações

Comments


bottom of page