Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque fala em unidade insular na "incerteza nacional"

"Temos a necessidade imperativa de unirmos esforços na defesa intransigente e irredutível dos interesses dos nossos povos insulares".





Miguel Albuquerque disse esta noite, na Quinta Vigia, que a união de esforços é necessidade imperativa na defesa intransigente dos interesses dos povos da Madeira e dos Açores. Foi num jantar que reuniu os membros dos governos da Madeira e dis Açores.

"Temos a necessidade imperativa de unirmos esforços na defesa intransigente e irredutível dos interesses dos nossos povos insulares e dos interesses, obviamente, das Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores."

Miguel Albuquerque situou ainda o esforço comum no contexto de incerteza nacional em termos sociais, económicos e políticos.

Posições também partilhadas pelo Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, como refere uma publicação do Governo.

A Cimeira prossegue terça-feira, 13 de setembro, com visitas à ARDITI, ao Serviço Regional de Proteção Civil e à obra do novo Hospital Central e Universitário da Madeira.

Pela tarde, os membros dos Governos insulares reúnem-se para a revisão dos documentos a assinar, no âmbito da concertação de posições em matérias de interesse comum no âmbito nacional e europeu.

Mais tarde procedem à assinatura de um conjunto alargado de protocolos de cooperação entre as duas Regiões Autónomas, abrangendo as diversas áreas da governação.

8 visualizações

Posts recentes

Ver tudo