Buscar
  • Henrique Correia

Amílcar quer "mudar de rota": "Não esperem que seja apenas figura decorativa"



"Os verdadeiros militantes gostam de saber que o partido conta com eles e gostam de participar de corpo inteiro".




O novo secretário-geral do CDS-M, eleito no congresso regional do partido que este domingo terminou no Savoy Palace, não quer ser figura decorativa, promete humildade, intervenção e tempo para ouvir os militantes durante todo o ano e não apenas nas proximidades das eleições. Amílcar Figueira já começou a marcar pontos para este mandato de três anos duz ter saído deste congresso "com a consciência da grande honra que o cargo para que fui eleito nos próximos 3 anos, impõe, mas muito ciente das grandes responsabilidades que me esperam".

Vinca a "imagem de marca" que pode dar dimensão ao partido: "Sou o Secretário-Geral do CDS-Madeira a partir de hoje, mas acima de tudo serei sempre o Amílcar que todos conhecem. Saberei ter humildade no desempenho do cargo, e tempo disponível para escutar os militantes e, não esperem que seja apenas figura decorativa".

Amílcar deixa claro: "Vamos mudar de rota e deixar de nos lembrarmos dos militantes apenas durante as eleições. Os verdadeiros militantes gostam de saber que o partido conta com eles e gostam de participar de corpo inteiro. Aliás, neste aspeto, pretendo dar maior visibilidade e condições às concelhias do partido e contar com todas elas para fortalecer a verdadeira família do CDS, a partir de todos os concelhos e freguesias da Região".

E conclui: "Da minha parte, podem contar com a minha disponibilidade para escutar os nossos militantes, que no fundo é o sentir da população, para trazer para os órgãos competentes do partido as suas preocupações, as suas ideias e os seus projetos".


16 visualizações