Buscar
  • Duarte Azevedo

Andebol masculino com novo formato


Marítimo deve assumir papel da SAD e Académico no lugar dos verde-rubros


Ganha cada vez mais força a perspetiva lançada por aqui de que o CS Marítimo venha a tomar do Académico Marítimo da Madeira Andebol SAD no mais alto patamar do andebol português.

Uma situação que resulta, por aquilo que foi possível apurar, do investimento que o CS Marítimo tem feito no apelidado 'Madeira SAD', desde a sua criação, em 1998. Ao contrário do que tem acontecido com o outro parceiro de projeto, o Académico do Funchal, muito mais frágil financeiramente e que nunca acompanhou os investimentos maritimistas nesta área.

Perante este facto, o desejo verde-rubro fica justificado, esbatendo-se qualquer eventual reação negativa por parte dos academistas conhecedores do processo.

É neste sentido que o Marítimo ficará com substancial grande parte das ações da 'SAD', com o Académico numa posição bastante inferior, restando outra pequena parte para eventuais investidores.

Neste sentido, as cores verde-rubras voltarão aos principais palcos do andebol português, mas simultaneamente com o Académico a ganhar presença nacional própria pela primeira vez desde 1998. Isto porque está em estudo a possibilidade dos academistas ocuparem o lugar do Marítimo que milita na II Divisão Nacional.

Enfim, depois de um choque inicial com o 'ALERTA' aqui colocado, esta solução parece satisfazer todas as partes, perspetivando-se, deste modo, que venha a se tornar uma realidade.

(Na foto, a equipa do CS Marítimo que em 1997/98 esteve no grupo que lutou pelo título principal do andebol português)

6 visualizações