top of page
Buscar
  • Duarte Azevedo

As verbas do PRAD para o Campeonato de Portugal: dos 0 aos 154 mil


O Plano de Apoio ao Desporto Regional (PRAD) determina verbas para dois representantes madeirenses, AD Camacha e AD Machico. Ficando de fora o CS Marítimo.






Vem desde o princípio: o CS Marítimo não recebe qualquer apoio financeiro - com exceção de verbas para as viagens e estadias, comum a todos, mas inicialmente nem isso - para a sua equipa B de futebol participar nos Campeonatos Nacionais. Tanto na II Divisão B como na II Liga ou, como é o caso presente, no Campeonato de Portugal.

No entanto, quanto às participações madeirenses neste Campeonato de Portugal 2022/23, o Plano de Apoio ao Desporto Regional (PRAD) determina verbas para dois representantes madeirenses, AD Camacha e AD Machico. Ficando de fora, como acima se refere, o CS Marítimo.

À AD Camacha está atribuída a verba de 154 596,51 euros e à AD Machico 36 968,80 euros. Uma diferença explicada em parte pelo facto da AD Machico não ter sido campeã da Madeira mas sim vice-campeã, logo, como está regulamentado, com 50% do apoio que seria destinado ao campeão. Já o valor recebido pela AD Camacha, tem a ver, também com a classificação obtida na época transata - recebe esta época mais 54 366,44 que em 2021/22 -, recordando-se, ainda, que neste escalão também se encontra a participar menos uma equipa madeirense que na época anterior.

De notar, igualmente, que o CS Marítimo não tem qualquer apoio, para além das deslocações, para a sua equipa de Sub 23 que participa na Liga Revelação, organizada pela FPF.

5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page