top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Barreto com coligação no "sapatinho": o CDS é um valor seguro e de confiança



Líder centrista no jantar de Natal: "O CDS é confiável, é capaz e é competente, queremos continuar a ser um farol de estabilidade.” Num quadro de coligação, o CDS terá o quinto candidato, disse à RTP-M.




O espírito de Natal reuniu centena e meia de "militantes, simpatizantes e amigos" do CDS Madeira num jantar natalício , contas feitas e divulgadas pelo partido. Mais coisa menos coisa, a verdade é que para o líder Rui Barreto um Bom Natal será com uma "Boa coligação" para a República, ou seja o prolongamento do acordo regional. E no meio do discurso, lá veio uma oportunidade, que tem vindo a ser recorrente, para lembrar a mais valia do CDS, uma ideia reafirmada para dentro mas para passar cá para fora, sabendo-se que o acordo estará acertado também para as eleições antecipadas de 10 de março. Barreto procura uma "coligação no sapatinho".

E de tal maneira estará assegurada que em declarações à RTP Madeira disse que "o PSD-Madeira tem intenção de continuar com uma coligação democrática e em caso de coligação às eleições legislativas nacionais antecipadas, os centristas deverão aparecer na 5.ª posição nas listas".

Barreto sublinhou que "o CDS é um valor seguro. Um partido estável e competente, de confiança, moderado e que permitiu que a coligação funcionasse como funcionou na última legislatura. “O papel do CDS manter-se-á inalterável. Continuaremos, nos próximos quatro anos, a colocar o crescimento e desenvolvimento da autonomia, o crescimento sustentável da Região, os interesses dos madeirenses e porto-santenses, adiante dos interesses partidários, trabalhando de forma a continuar a mostrar que o CDS é confiável, é capaz e é competente, pois queremos continuar a ser um farol de estabilidade.”

O líder do CDS na Madeira alertou, também, para o perigo dos extremismos que, segundo Barreto, “só alimentam ódios e não resolvem problemas, que querem resultados, mas não se importam com as soluções para a vida das pessoas”.

Rui Barreto, na oportunidade, salientou os bons indicadores económicos que, no seu entender, continuam em terreno muito positivo. “Estamos num ciclo muito positivo de crescimento e de emprego. Estamos a crescer e temos todos os sectores a crescer. Temos a maior população empregada de sempre e o desemprego mais baixo, situando-se abaixo da média nacional. O desemprego, no terceiro trimestre de 2023, alcançou uma taxa que já não se via há 17 anos, de 4,8%", salienta uma nota do partido sobre a intervenção de Barreto.

"Acérrimo defensor da estabilidade, o líder regional do partido garante que um governo como o regional funciona bem, gerando estabilidade política que, para Barreto, é “o fator chave para garantir confiança, atrair investimento e criar emprego”, refere a mesma nota partidária.

Salientou o descrédito do governo socialista na República que, num ciclo de crescimento económico, conseguiu deteriorar os serviços essenciais do Estado, nomeadamente a justiça, a saúde e a educação, enquanto que a realidade na Região Autónoma da Madeira, “felizmente e graças à estabilidade governativa”, é bem diferente. “Os serviços funcionam, as escolas estão abertas, os professores são respeitados e os transportes estão normalizados”, disse.


13 visualizações
bottom of page