top of page
Buscar
  • Henrique Correia

Bastonário diz que é preciso solução para as altas problemáticas


Miguel Guimarães aponta, ainda, a necessidade da Região ter uma unidade para doentes agudos na área da Psiquiatria.


Imagem RTP-M


O Bastonário da Ordem dos Médicos esteve na Madeira e ouviu Rafaela Fernandes falar em sintonia relativamente à remuneração dos médicos. Talvez não tanto quando Miguel Guimarães apontou alguns assuntos sensíveis na Saúde da Madeira, como a Psiquiatria e as altas problemáticas, remetendo soluções para os Governos, Regional e da República.

Miguel Guimarães, à RTP-M, diz que depois da pandemia, a Saúde Mental assumiu uma grande relevância e deve ser mais acarinhada pelos governos, não fazendo sentido a inexistência de uma unidade de internamento de doentes agudos.

O Bastonário, que também esteve presente na cerimónia de homenagem a três médicos da Região, Edward Maul, Ricado Teixeira e Manuel Brito, que foi diretor clínico e secretário regional da Saúde, apontou ainda uma situação preocupante para a qual é preciso encontrar solução: altas problemáticas.

4 visualizações
bottom of page