Buscar
  • Henrique Correia

Bispo pede a novo diácono para exercer o ministério sem "dissimulação"


D. Nuno Brás ordenou José Patrício Sousa.


Fotos Duarte Gomes (Jornal da Madeira - Diocese)




O Bispo do Funchal ordenou, este sábado, na Catedral, o novo diácono José Patrício Sousa, a quem pediu que distinga sempre a tua vida de cristão e o ministério que agora, como a Paulo na estrada de Damasco, a misericórdia de Deus te confia. Exerce-o sem acanhamento ou dissimulação. Deixa que em toda a tua vida - mesmo (e sobretudo) na fraqueza, no pecado, se manifeste a glória divina. Sê para todos a presença do hoje da salvação, a presença da Páscoa de Cristo".

D. Nuno Brás disse, na homilia, que "é o dinamismo da encarnação que nos preparamos para celebrar em mais um Natal - distingue o cristianismo entre todas as demais realidades humanas e religiosas".

O órgão da diocese, o Jornal da Madeira, referiu que "o novo diácono foi revestido pelo pároco da paróquia a que pertence – neste caso pelo Pe. António Ramos da paróquia do Piquinho – com as vestes diaconais (a estola pendida sobre o ombro esquerdo e a dalmática) e recebeu, em seguida, o livro dos Evangelhos".


7 visualizações