Buscar
  • Henrique Correia

Carlos Pereira remete para o legado como "arma" de campanha; contas auditadas


"Um clube sem dívidas à Autoridade Tributária ou à Segurança Social, com salários em dia e sem despesas “confidenciais".



"A minha Direção tudo fará para concretizar os compromissos assumidos publicamente, colocando ênfase, em função dos sinais dados pelos sócios, na equipa de futebol profissional, no reforço da sua estrutura e ainda na ligação adepto". Estes são os propósitos da lista B candidata às eleições do Marítimo, liderada por Carlos Pereira, o atual presidente.

"Apresentamos propostas concretas, tal como é concreta a ideia de no final dos próximos quatro anos, caso os sócios assim decidam, entregar um clube estruturado, sustentável, organizado e pronto para enfrentar os desafios".

Carlos Pereira refere que "hoje, temos o orgulho de dizer que nesta nossa missão que começou em 1997, temos um clube com uma situação financeira e patrimonial privilegiada. Um clube com contas auditadas, agora aprovadas anualmente em Assembleia Geral e que apresentam um ativo de 96 milhões de euros, muito superior ao passivo"

O candidato apresenta "um clube sem dívidas à Autoridade Tributária ou à Segurança Social, com salários em dia e sem despesas “confidenciais. Temos um Estádio moderno e de última geração, bem como um Complexo Desportivo e Educacional em Santo António, no mesmo local onde antes só havia um campo. O NOSSO MARÍTIMO, reconhecidamente, tem ainda o mais importante, o insubstituível: o seu enorme património humano de adeptos, jovens atletas, estudantes e funcionários dedicados e inexcedíveis no seu amor e dedicação ao clube que é, sem dúvida, uma extraordinária família".


!

10 visualizações

Posts recentes

Ver tudo