Buscar
  • Henrique Correia

"Começou a caminhada": é assim que Calado "arranca" para o Funchal

Atualizado: Abr 11


Foi dado um dos primeiros passos da estratégia do candidato da coligação PSD/CDS à Câmara do Funchal


Já estava confirmado. Mas agora, cumprida a formalidade de passar a lista de candidatos pela Comissão Política do PSD Madeira, que correspondeu com um sim formal ao "já está tudo decidido" que Miguel Albuquerque tinha dito horas antes de reunir aquele órgão, ficava assim tudo "preto no branco" para cumprir com o que aconselha um partido com órgãos de decisão, relativamente aos candidatos autárquicos.

Seja como for, os nomes estão lançados. E entre esses, o de Pedro Calado ganha dimensão acrescida. Em primeiro lugar, pela relevância do cargo que ocupa, de vice-presidente do Governo, e pelo mediatismo que soube mobilizar junto dos media, num deles, o JM, foi mesmo representante de um dos sócios, Avelino Farinha, antes de entrar para o Governo. Além disso, a própria importância que é, para o PSD Madeira, a reconquista do Funchal, onde Calado já esteve na liderança autárquica de Miguel Albuquerque, tem experiência no Poder Local.

A reconquista da Autarquia funchalense é, para o PSD, o objetivo prioritário. E para um objetivo prioritário, um candidato forte, Pedro Calado, que irá ter um grande desafio pela frente chamado Miguel Gouveia, que governa a Câmara desde a saída de Paulo Cafôfo e prepara-se para ir a votos, diretamente, pela primeira vez, tendo como ponto forte a proximidade com as populações, no terreno.

Pedro Calado deixou claro, ao construir uma página recente no Facebook, já com grande popularidade, que vai à luta com "tudo". Com uma foto de uma caminhada pelo Funchal, Calado não precisava de escrever muito, mas fez o suficiente para dar o ponto de partida neste processo de candidatura, que só agora começou, mas que tem garantida a mobilização de meios e estratégias que visam conduzir o PSD, neste caso em coligação com o CDS, à reconquista da Câmara do Funchal.

"Começou a caminhada", escreveu Pedro Calado. Uma "caminhada" que também já está no Twitter e no Instagram. A política faz-se, e muito, pelas novas formas de comunicação.


26 visualizações

Posts recentes

Ver tudo