top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Como é que uma Sociedade falida paga Complexo de Ténis do Porto Santo?



A questão foi colocada por Miguel Brito, vereador do PS na Câmara Municipal do Porto Santo,



Miguel Brito, vereador do PS na Câmara Municipal do Porto Santo, questionou de que forma é que a Sociedade de Desenvolvimento irá assumir o custo da remodelação do Complexo de Ténis do Porto Santo, ontem anunciada pelo presidente do Governo Regional numa deslocação àquela ilha.

Na ocasião, Miguel Albuquerque adiantou que a requalificação desta infraestrutura, num valor que ascende a 600 mil euros, será feita com capitais próprios da Sociedade de Desenvolvimento.

Ora, o também deputado do PS questiona, precisamente, que capitais próprios são esses, já que as Sociedades de Desenvolvimento se encontram em falência técnica e dependem exclusivamente das injeções de capital do Governo Regional, como, aliás, tem vindo a acontecer de forma recorrente. “Miguel Albuquerque não conhece a realidade financeira destas sociedades?”, pergunta, de forma irónica, Miguel Brito, criticando o “despesismo imoral” do Executivo com estes organismos, à custa dos impostos dos madeirenses e porto-santenses. Um facto que, recorde-se, tem vindo a ser denunciado pelo PS, que defende a extinção destas Sociedades.

1 visualização

Comments


bottom of page