Buscar
  • Henrique Correia

Funchal adia pagamento de rendas em concessões; PSD e CDS contra



Miguel Gouveia: "Na prática, a CMF abdica de cerca de 1 milhão de euros em receitas neste primeiro semestre do ano, consciente de que isso será determinante para a tesouraria das empresas, para o pagamento dos funcionários e para a manutenção de postos de trabalho"


A Câmara Municipal do Funchal aprovou hoje o diferimento, por um ano, do pagamento das rendas nos espaços concessionados pelo Município, quer nos mercados municipais, quer noutros pontos da cidade, relativas ao primeiro semestre de 2021, à semelhança do que já tinha sido feito entre julho e dezembro do ano passado.

“Os comerciantes terão, assim, maior liquidez para ultrapassar a crise, enquanto a Autarquia prepara novos apoios para o efeito, que serão anunciados após o empréstimo de 5 milhões de euros estar concluído”, explicou o presidente Miguel Silva Gouveia. O PSD e o CDS votaram contra o adiamento das rendas aos comerciantes.

Miguel Silva Gouveia refere que “na prática, a CMF abdica de cerca de 1 milhão de euros em receitas neste primeiro semestre do ano, consciente de que isso será determinante para a tesouraria das empresas, para o pagamento dos funcionários e para a manutenção de postos de trabalho. Lamentamos que o PSD e o CDS tenham votado contra os nossos comerciantes mais uma vez, mas os empresários do Funchal podem continuar a contar com a Coligação Confiança ao seu lado para enfrentar esta situação.”

“A Assembleia Municipal do Funchal já aprovou, por fim, a contração de um empréstimo pela Câmara Municipal do Funchal, para ajudar as famílias, as empresas e as associações do concelho a fazerem face às dificuldades provocadas pela pandemia de COVID-19, que aguarda, neste momento, o visto do Tribunal de Contas. O empréstimo reserva um valor de 900 mil euros para apoios a entidades concessionárias do Município no pagamento das rendas dos espaços camarários, e a CMF está neste momento a definir como é que as futuras isenções parciais serão concretizadas, pelo que teremos novidades em breve”, concluiu.

7 visualizações