top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Investimento de 2,5 milhões para património e área visitável no Convento



A obra encontra-se praticamente concluída, faltando a instalação de iluminação e a conclusão de restauros complementares de peças.










O Convento de Santa Clara sofreu obras que permitiram a criação de um percurso visitável – até agora inexistente – e o restauro do património artístico móvel. Investimento ascende aos 2,5 milhões de euros .

"É um investimento muito, muito importante na reabilitação e requalificação do nosso património, com uma grande vantagem, que vai ser a possibilidade de este convento estar aberto ao público, com um percurso de visita", disse o presidente do Governo ao visitar este património.

O Chefe do Governo disse que o projeto de beneficiação daquele património classificado como Monumento Nacional desde 1940 foi dos investimentos mais prazerosos, não só pela sua importância e significado históricos, mas também pelo facto de dar a possibilidade de visita aos madeirenses e porto-santenses.

A obra encontra-se praticamente concluída, faltando a instalação de iluminação e a conclusão de restauros complementares de peças, tendo representado um investimento na ordem dos 2,5 milhões, revela uma publicação nas plataformas digitais do Governo.

A mesma informação acrescenta que "Igreja e Convento de Santa Clara estão integrados no núcleo histórico da freguesia de São Pedro, tendo sido construído no sítio das Cruzes, junto à residência de João Gonçalves Zarco e seus herdeiros, onde hoje se encontra o Museu Quinta das Cruzes.

O Convento de Santa Clara foi fundado pelo filho de João Gonçalves Zarco, João Gonçalves da Câmara, então 2.º capitão do donatário do Funchal. Esta construção teve autorização do Papa Sisto IV, em 1476.

As obras tiveram início em 1492, ficando a filha do fundador, D. Constança de Noronha, encarregue das obras e fábrica do convento.

Foi o primeiro convento feminino edificado na Madeira e destinava-se ao recolhimento, em clausura, seguindo a 2.ª Regra de Santa Clara, das filhas dos fundadores e dos homens nobres.

9 visualizações

Comments


bottom of page