top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Morreu Rui Nepomuceno; Albuquerque diz que foi "uma grande perda"



Homem de convicções, militante comunista que mereceu consensual reconhecimento enquanto lutador.



Em 2009, no dia 10 de junho, agraciado pelo Presidente da República com o grau de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.


Morreu o avogado Rui Nepomuceno. Um homem de esquerda, de convicções, que mereceu apreço por parte de todas as forças políticas enquanto figura carismática da vida madeirense. Tinha 88 anos de idade.

O presidente do Governo já reagiu considerando que "foi com grande tristeza que soube do falecimento de Rui Nepomuceno. Uma grande perda para a Região, a deste grande advogado, político, autor e historiador que dedicou a sua vida à defesa das causas em que tanto acreditava.

À família e amigos que deixa, os meus mais profundos sentimentos".

Após o 25 de Abril de 1974 empenhou-se na organização do Partido Comunista na Madeira. Tornou-se deputado da CDU à Assembleia Legislativa Regional, em 1993, e autarca das Assembleias de Freguesia de Santo António e de São Martinho, no Funchal.

Em 2009, no dia 10 de junho, agraciado pelo Presidente da República com o grau de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique, pelo seu percurso e obra cultural.[1]

No ano seguinte, no dia 16 de março, distinguiu-se com a Medalha de Honra da Ordem dos Advogados Portugueses, pelo seu elevado mérito e honorabilidade no exercício da advocacia, e ainda pelos relevantes serviços à Ordem e na defesa da advocacia e do Estado de Direito.

25 visualizações

Comments


bottom of page