Buscar
  • Duarte Azevedo

O "estranho" Bom Sucesso de Milton Mendes

No site oficial do treinador verde-rubro há alguns lapsos...



Um mês após ter assumido o comando do plantel principal do Marítimo, 'saltando' da equipa de Sub-23, Milton Mendes apresenta um balanço positivo. Nos resultados também - a única derrota, no primeiro jogo, em Faro, até nem esteve de acordo com o jogo -, mas sobretudo pelo nível exibicional dos verde-rubros que subiu gradualmente. Isto é o que dizem os especialistas - alguns 'pseudos' - e quem somos nós para discordar...?! Resumidamente, poderemos escrever que Milton está a ter 'bom sucesso'...

Mas o Bom Sucesso de que vamos falar não tem a ver com resultados embora se 'cole' a Milton Mendes.

É que consultando o site oficial do técnico conseguimos saber vários aspetos da sua carreira como treinador: "...o filho de Martinho e Eugênia (...) a escrever uma história vencedora de 13 anos consecutivos em Portugal. Boa parte deles como capitão de suas equipes, o que evidencia uma de suas características mais marcantes: a liderança. Foi em terras lusas que nasceu a vontade de se tornar treinador. Ainda atleta, brincava de dar preleções aos companheiros". E é aqui que entra o começo dessa carreira, com a referência à AD Machico, em 2001. Mas logo aparece aquilo que é uma gaffe... incompreensível.

Na sequência dos clubes orientados por Milton Mendes, aparece o Bom Sucesso, em 2005. Mas, atenção, não o madeirense C.F. Bom Sucesso - como realmente sucedeu -, a coletividade que é filial do F.C. Porto e que nasceu a 26 de Dezembro de 1926, ali para os lados da Boa Nova... Nem o Bonsucesso F.C. nascido em 1913 no Rio de Janeiro. Nada disso. No currículo de Milton surge o F.C. Bom Sucesso, que ganhou o nome de um lugar da freguesia de Aradas, no Distrito de Aveiro. Surgiu em 1952 e milita atualmente na 2ª Divisão do Distrital.

9 visualizações

Posts recentes

Ver tudo