top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

O exemplo vem dos Açores: orçamento deve chumbar, acordos falharam



José Manuel Bolieiro, presidente açoriano, tenta a todo o custo, evitar a queda do Governo e eleições antecipadas.





Como diz o povo, a Madeira pode colocar as "barbas de molho". Nos Açores, o risco de eleições antecipadas é grande depois de falhar o entendimento do PSD com o Chega, o PAN e a Iniciativa Liberal relativamente à aprovação do Orçamento. Se não passar, o Governo cai.

O Expresso relata qu le "o Orçamento dos Açores para 2024 vai ser votado já na próxima semana e tem reprovação anunciada. O Executivo liderado por José Manuel

Bolieiro, do PSD, em aliança com CDS e PPM,, tem governado com o apoio “cirúrgico” dos deputados da IL, Chega e PAN, mas desta vez não conseguirá recolher os três dos quatro votos necessários para aprovar o

documento".

Segundo o mesmo jornal "a Iniciativa Liberal já anunciou que vai votar contra a proposta, ao

contrário do deputado independente Carlos Furtado (que saiu do Chega em 2021), que vota a favor. Por outro lado, o PAN admite abster-se na votação da generalidade e esperar pelas negociações na especialidade, mas estas só aconteceriam se houvesse aprovação na generalidade".

O Expresso acrescenta, no seu Exclusivo, que José Pacheco, deputado único do Chega, já revelou, em entrevista à RDP￾Açores, que não vai votar a favor e já informou a direção nacional e André Ventura da decisão. “Falamos ontem e sinceramente a questão do

orçamento já não é tema. Já estamos focados na preparação das legislativas”.

17 visualizações

Opmerkingen


bottom of page