Buscar
  • Duarte Azevedo

O regresso dos presidentes mais de 20 anos depois


O caso de Ricardo Pestana e Rui Fontes.


Os tempos recentes no dirigismo madeirense têm sido pródigos em novidades.

Nas situações em apreço, ocorridas há bem pouco tempo, existe a curiosidade de ambas se traduzirem no regresso de dois presidentes. Ou seja, Ricardo Pestana e Rui Fontes - é deles que escrevemos - voltam a cargos presidenciais que não ocupavam há mais de 20 anos.

No caso de Pestana, foi líder da Associação de Andebol da Madeira entre 1990 e 1994, passando então para a liderança do Académico do Funchal, nos quatro anos imediatos. Foi, entretanto, dirigente do CD Nacional - antes já o havia sido da Federação de Andebol de Portugal -, mas como presidente aconteceu há 23 anos. Até que recentemente voltou à presidência, desta feita do Madeira SAD do andebol feminino.

Já Fontes, empossado ontem como presidente da Direção do C.S. Marítimo - numa cerimónia em que dos anteriores órgãos sociais apenas Luís Miguel Sousa e Nuno Teixeira marcaram presença; ficou feia a ausência, nomeadamente da Direção cessante... -, retornou a um cargo que exercera há 24 anos.

Será este o 'regresso dos que nunca foram'?! Bem, Rui Fontes deixou marca no Marítimo e esteve sempre presente na cabeça dos sócios; Ricardo Pestana, por seu lado, tem um passado de registo no dirigismo, especialmente no andebol.

Que sejam, ambos, bem-vindos! Ou melhor, 'bem regressados'!!!

11 visualizações