Buscar
  • Duarte Azevedo

Rui Marote perde mandato na AFM por ordem do TAD

Dúvidas quanto à liderança do futebol madeirense no futuro imediato.

A 21 de fevereiro tínhamos dado conta aqui. Nestes termos: 'As eleições na Associação de Futebol da Madeira (AFM), que ocorreram em Dezembro e colocaram, frente a frente, como candidatos à presidência da Direção, Rui Marote e Elmano Santos, suscitaram ao longo do tempo, desde que foram anunciadas - início de Dezembro -, muita polémica. Na verdade, com alguns 'casos' difíceis de perceber, a verdade é que a vitória de Rui Marote - com maior número de votos que não, necessariamente, com maior número de clubes apoiantes - foi contestada pela lista encabeçada por Elmano Santos e está no Tribunal Arbitral do Desporto (TAD). 'Contencioso Eleitoral' é o objeto da ação que será, agora, decidida por esta entidade que tem, na sua génese, 'competência específica para administrar a justiça relativamente a litígios que relevam do ordenamento jurídico desportivo ou relacionadas com a prática do desporto'.' Ora hoje foi conhecido o veredito do TAD que aponta para que Rui Marote renuncie ao mandato, no prazo de dois dias - não está claro, a contar de quando -, o que resulta de uma deliberação tomada por unanimidade por parte do Colégio Arbitral. A lista de Elmano havia invocado a inelegibilidade de Rui Marote - pois este já havia ultrapassado há muito o limite de três mandatos consecutivos - junto do Conselho de Justiça da AFM, de forma a recorrer da decisão de admissão da candidatura deste por parte da Assembleia Geral. Resta saber, desta feita, como será o futuro imediato da liderança da AFM. Não apontando para novas eleições, que seria o mais lógico, o TAD deixa em aberto, segundo os estatutos da AFM, que um dos 'vices' possa subir a presidente. Mas de entre estes, há, também, quem esteja a 'resmas' de tempo na AFM... Resta aguardar, pois.


40 visualizações

Posts recentes

Ver tudo