top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Santana assegura mais incentivos fiscais e refeições para o 1.º ciclo



Dinarte criticou alguns "lacaios" que tentaram colocar a Câmara contra o Governo no projeto de construção de habitação a custos controlados, no âmbito do PRR.




O presidente da Câmara de Santana, eleito pelo CDS, não é de se deixar ficar quando tem alguma coisa a dizer. E fé-lo, uma vez mais, agora no Dia do Concelho, onde anunciou uma revisão das taxas de apoio fiscal a quem pretende investir no concelho ou a quem construir a sua habitação e faça dela a residência fiscal, bem como um outro apoio às famílias nas refeições escolares do 1ºciclo. Dinarte Fernandes quer mais depois de ter enumerado os apoios já concedidos por esta Câmara do CDS, que sucedeu à do PSD. E olhando para Miguel Albuquerque, o autarca reconheceu o esforço do Governo esgotando a redução permitida de 30% no IRC em concelhos de baixa densidade populacional, o que na Madeira abrange os concelhos do norte e o Porto Santo. Mas Dinarte pôe a nú. Esses 30% representam uma redução de 1500 euros anuais para os empresários. Melhor do que nada, mas pouco relevante para as empresas. Como acontece com a derrama, que também representa pouco.

No entanto, apesar de reivinducativo, o presidente da Autarquia manifestou um entendimento com o Governo e criticou alguns "lacaios" que tentaram colocar a Câmara contra o Governo no processo de construção do projeto de habitação a custos controlados no âmbito do PRR.

2 visualizações

Comments


bottom of page