Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque defende voto eletrónico para os eleitores em isolamento



"À boa maneira portuguesa será tudo decidido em cima da hora…"




O presidente do Governo Regional tem uma solução para resolver a votação dos eleitores que estarão isolados, devido à Covid-19, no dia 30 de janeiro, data das eleições legislativas nacioonais antecipadas: voto eletrónico.

Miguel Albuquerque não entende porque é isso já não está a ser equacionado. E acusa "a indefinição habitual no País, na decisão em torno do voto, para as Legislativas nacionais, para quem estiver em isolamento profilático a 30 de janeiro.

Miguel Albuquerque assume-se defensor do voto eletrónico, frisando não ser admissível, nos dias de hoje, o ritual do voto presencial.

"À boa maneira portuguesa será tudo decidido em cima da hora…. Estão a ouvir os constitucionalistas, os pseudo constitucionalistas, enfim toda aquela parafernália de gente que emite opiniões no Pais…. E nada anda para a frente!», disse.

O governante diz que ainda estamos à espera que se decida quais os procedimentos que têm de ser tomados, no sentido de, garantindo a salvaguarda da Saúde Pública, as pessoas poderem exercer cabalmente o seu direito de voto.

3 visualizações