Buscar
  • Henrique Correia

Albuquerque e Governo manifestam pesar pelo falecimento de Ivo Sousa


O emigrante madeirense foi condecorado, em 2012, pelo Presidente da República, por ocasião do Dia de Portugal e das Comunidades Portuguesas.



O comendador Ivo Sousa à direita da imagem acompanhado por Gilberto Garrido, à esquerda, e pelo presidente da Câmara da Calheta Carlos Teles. (Foto Facebook Gilberto Garrido)


"O Governo Regional da Madeira e o seu presidente, Miguel Albuquerque, vêm manifestar o mais profundo pesar pelo falecimento, ontem à noite, na África do Sul, do comendador Ivo de Sousa", refere uma nota emitida esta manhã pela Quinta Vigia.

O Executivo madeirense "endereça os mais sentidos sentimentos à família enlutada. Neste momento de grande tristeza, solidarizamo-nos com a intensa dor dos seus familiares e amigos".

A nota acrescenta que "o comendador Ivo de Sousa, que tinha 74 anos, era natural da Fajã da Ovelha, na Calheta, tendo emigrado muito novo para a África do Sul, onde começou a trabalhar na área do comércio, tendo desenvolvido naquele país, por exemplo, o conceito da “Loja dos 300”.

Homem digno, de grandes valores familiares, era figura respeitada e conceituada junto da comunidade portuguesa na África do Sul, mas também congregava o carinho e reconhecimento das entidades sul-africanas e da sociedade em geral.

Era ainda conhecido pela intensa ação social desenvolvida em prol dos mais necessitados.

O emigrante madeirense foi condecorado, em 2012, pelo Presidente da República, por ocasião do Dia de Portugal e das Comunidades Portuguesas.

É este ilustre Madeirense que o Governo Regional e o seu Presidente pretendem homenagear, também na hora da sua morte, sublinhando a sua gratidão para com os relevantes serviços prestados em nome da nossa Região e ao serviço da Diáspora".



5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo