top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Albuquerque quer "dar" casas "baratas" para fixar jovens nos seus concelhos


"Nós queremos evitar o que aconteceu em Lisboa e no Porto, onde as populações locais, sobretudo os jovens, tiveram de sair e irem residir para a periferia".





O presidente do Governo Regional quer aproveitar bem os 128 mil euros do PRR, o Plano de Recuperação e Resiliência, para fixar casais jovens nos seus respetivos concelhos, combatendo êxodos para outros concelhos ou regiões. Miguel Albuquerque foi a São Vicente apresentar um desses projetos ao sítio da Terra Chã. É o terceiro dos 11 projetos de habitação a custos controlados programados para a Região.

Segundo revela uma publicação do Governo "trata-se de um investimento da empresa promotora Fly Portugal Real Estate, orçado em cerca de 3 milhões de euros, que vai concretizar-se na construção de um edifício habitacional, em regime de custos controlados, localizado no sítio da Terra Chã, na freguesia e concelho de São Vicente".

O empreendimento será constituído por um bloco habitacional com 18 fogos, que terá uma área bruta de construção total de 2.139m2.

Com três pisos acima da cota de soleira, o edifício contará com 9 apartamentos de tipologia T1 e outros 9 de tipologia T2. Todas as habitações terão um lugar de estacionamento e arrecadação, situadas no piso de garagem.

Miguel Albuquerque disse que "o grande objetivo passa por proporcionar, em todos os concelhos da Região, uma oferta de habitação a preços acessíveis, destinada sobretudo a casais jovens, em função do rendimento que estes usufruam no início da sua vida conjugal".

"Nós queremos evitar o que aconteceu em Lisboa e no Porto, onde as populações locais, sobretudo os jovens, tiveram de sair e irem residir para a periferia, porque não tinham capacidade aquisitiva para comprar casa naquelas cidades. Nós não queremos isso".



13 visualizações
bottom of page