Buscar
  • Henrique Correia

As "novas" Missas do Parto ficam-se só pela oração; bispo celebra a 15 na Nazaré


D. Nuno Brás: "As Missas do Parto serão celebradas, mas peço que sejam respeitadas as distâncias de segurança sanitária, e que, à saída, não existam ajuntamentos"


É tempo de Missas do Parto, uma tradição religiosa madeirense, que se estendeu, ao longo dos anos, ao exterior dos templos, com convívios que juntavam a parte da devoção à parte profana. Só que os tempos são outros, a pandemia não permite esses ajuntamentos e a oração passou a ser, em exclusivo, a nota dominante desse momento de Natal religioso. São 9 missas, entre 15 e 23 de dezembro.

O Bispo do Funchal alertou, em devido tempo, para as restrições e para as recomendações: "Vamos ter de viver o Natal num contexto singular: a Covid-19 impõe-nos que celebremos a festa de um modo menos exuberante".

D. Nuno Brás disse que "as Missas do Parto serão celebradas, mas peço que sejam respeitadas as distâncias de segurança sanitária, e que, à saída, não existam ajuntamentos. As paróquias não irão promover os festejos que se seguem habitualmente àquelas celebrações".

"Se respeitarmos estas normas, e continuarmos a viver uns com os outros de uma forma cívica, segundo o que as autoridades de saúde nos aconselham, certamente nada nos impedirá de exteriorizar a alegria do Natal, a alegria de nos sabermos salvos por Cristo que vem ao nosso encontro".

A 15 dezembro, terça-feira, o Bispo do Funchal preside à Missa do Parto, na Nazaré, pelas 6 horas, terminando com a celebração na Sé do Funchal, a 23 de dezembro, pelas 7.30. Confira, aqui, as Missas do Parto coma presença de D. Nuno Brás.

MISSAS DO PARTO

15 dez. - Missa do Parto na Paróquia da Nazaré, 6h.

16 dez. - Missa do Parto na Paróquia das Eiras, 6h.

17 dez. - Missa do Parto na Paróquia de Santo Amaro, 6:30

18 dez. - Missa do Parto na Boa-Nova, 6h.

19 dez. - Missa do Parto nos Alamos, 6h.

20 dez. - Missa do Parto na Ponta Delgada, 6h30.

21 dez. - Missa do Parto na Paróquia de Santa Cruz, 6h

22 dez. - Missa do Parto na Paróquia do Estreito de Câmara de Lobos, 6:30

23 dez. - Missa do Parto na Paróquia da Sé, 7:30.


Relativamente à noite de Natal, o Bispo pede que não se façam romagens, autos ou a "pensação do Menino". "O habitual beijo da imagem do Menino no final da Missa, será substituído pelo gesto do sacerdote que ergue a imagem do Salvador, enquanto toda a comunidade, sem sair do lugar, canta um cântico e se inclina em reverência. Em casa, a família é convidada a reunir-se à volta do Presépio enquanto um dos seus membros faz uma oração".

17 visualizações