Buscar
  • Henrique Correia

Cafôfo garante mulheres nas listas do PS e diz que "é uma vergonha" o PSD não ter alterado a lei

"Infelizmente, na Madeira, continuamos a ser a Região que para as eleições regionais ainda não se cumpre a lei da paridade. É uma vergonha que o PSD, e agora com o CDS, não promovam esta alteração mais do que justa”


Foi dia para o líder do PS-Madeira tentar "ganhar" o mundo feminino. Uma garantia para dentro, de que as mulheres irão estar representadas nas listas das eleições autárquicas de 2021. Uma acusação para fora, para o PSD, que nunca promoveu a alteração para permitir lei da paridade.

Paulo Cafôfo disse que "infelizmente, na Madeira, continuamos a ser a Região que para as eleições regionais ainda não se cumpre a lei da paridade. É uma vergonha que o PSD, e agora com o CDS, não promovam esta alteração mais do que justa”, sublinhado que “não porque as mulheres precisem de favores, mas por mérito”.

Estas declarações foram proferidas durante a cerimónia de tomada de posse dos novos órgãos das Mulheres Socialistas, em que Mafalda Gonçalves faz novo mandato à frente da estrutura. Resultou, desta iniciativa, a eleição da presidente da Comissão Política desta estrutura, Andreia Caetano, e restantes membros, bem como da vice-presidente deste órgão, a autarca socialista Célia Pessegueiro e restantes equipa que constitui o secretariado das Mulheres Socialistas.

Cafôfo falou sobre o novo processo eleitoral, onde adianta que “nas eleições autárquicas do próximo ano, o PS terá nas suas listas uma ampla representação de mulheres, não só porque devem por mérito lá estar, mas porque acredito que podem dar o seu contributo para projetos que possam fazer a diferença na vida das populações de cada um dos municípios".

3 visualizações