Buscar
  • Henrique Correia

Calhau da Lapa marca a história com a primeira visita de um bispo


D. Nuno Brás faz visita histórica com mensagem impirtante: "Não basta vivermos apenas para nós, egoisticamente à procura da nossa felicidade".









O Bispo do Funchal foi ao Calhau da Lapa com o Espírito Santo. Aconteceu pela primeira vez na história e por isso deixou marcas no povo e na Diocese. Um momento para "mostrar" D. Nuno Brás em diferentes ambientes, como documentam bem as imagens captadas por Duarte Gomes publicadas no Jornal da Madeira, órgão da Diocese com edição online.

Na homilia, o Bispo disse que "não basta vivermos apenas para nós, egoisticamente à procura da nossa felicidade. Enquanto cristãos, temos “a missão de ajudar os outros a serem felizes, que o mesmo é dizer, temos de nos ajudar uns aos outros a viver com Deus, de nos ajudar uns aos outros a caminharmos para a felicidade”.

“Foi precisamente isso que aconteceu aqui, o que aqui vemos é sinal disso. Contaram-me que a igreja do Campanário foi feita à conta da iniciativa do povo de vir aqui buscar material, de se ajudarem uns aos outros para construir a igreja”, disse ainda o prelado para logo referir que “essa era também a missão de São João Baptista”. Ele que “foi pensado por Deus, ainda antes de Isabel e Zacarias o conceberem” e em quem “Deus encontrou alguém que o escutava, alguém que anunciava que Jesus Cristo estava para chegar e que preparava os caminhos do Senhor”.

Houve "bênção das embarcações que se encontravam fundeadas nas imediações do cais e a visita a mais algumas das casas e furnas ali existente", como refere o Jornal da Diocese, revelando ainda que D. Nuno Brás visitou, ainda, a Fajã dos Padres, onde "foi recebido pelo proprietário do espaço, Mário Jardim Fernandes, que conduziu o bispo ao restaurante ali existente. Uma vez mais houve bênção, mas desta vez deste espaço que dá apoio aos visitantes".

4 visualizações