Buscar
  • Henrique Correia

Candidato do PS no Porto Santo critica postura assistencialista do PSD


Miguel Brito: "O clientelismo é o motor de uma máquina partidária que em nada beneficia a população do Porto Santo”, refere."




O candidato do PS Madeira à presidência da Câmara Municipal do Porto Santo critica, numa comunicação, "a postura assistencialista com objetivos puramente eleitoralistas seguida pelo atual executivo camarário bem como a postura demagógica do candidato do PSD que promete aquilo que o seu partido poderia ter feito e não fez, no último mandato".

Focado em "iniciar um novo ciclo de desenvolvimento no Porto Santo e em levar a cabo uma atuação política que proponha e faça mais pela ilha", Miguel Brito faz um diagnóstico "negativo do modelo de política social seguido no concelho, que conduziu a uma realidade de desigualdade de oportunidades e fraca garantia de uma qualidade de vida condigna para os porto-santenses", refere a nota da candidatura.

O candidato aponta que "esta prática foi desenvolvida durante décadas como um entrave ao desenvolvimento da ilha. O clientelismo é o motor de uma máquina partidária que em nada beneficia a população do Porto Santo”, refere.

Miguel Brito considera que é preciso um novo rumo de políticas e de atitude, discordando da postura demagógica do atual candidato do PSD que “recauchuta promessas antigas, nunca cumpridas pelo anterior executivo da mesma cor partidária.”

4 visualizações

Posts recentes

Ver tudo