top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Eduardo Jesus "despromoveu" o Fim de Ano na Madeira



Alberto João Jardim fala em "ambições sem alicerces".


Causou alguma surpresa, para não dizer grande surpresa, uma declaração do secretário regional do Turismo e Cultura, ao afirmar que a Festa da Flor passou a ser o cartaz mais importante da Madeira”. Assim, de repente, uma "despromoção" do Fim do Ano, uma festa que, por todas as razões e mais algumas, representa um momento de grande relevo para o destino turístico da Região, até mesmo se porventura outros eventos pudessem registar maiores níveis de ocupação hoteleira. Nem nas estratégias mais ambiciosas do nosso turismo poderíamos pensar, algum dia, que o final de ano ia ser assim relegado para segundo plano. Mas se Eduardo Jesus diz...ainda poderemos correr o risco do fogo do fim do ano ser ultrapassado pelo Festival do Atlântico.

Quem não gostou nada foi o antigo presidente do Governo Alberto João Jardim, que fez uma publicação na rede "X" onde refere que "a Renovação”- e a que preço!…-mostrou, às claras, ambições sem alicerces. Que há muito se detetavam quando Oposição ao Governo Autonomista e Social-Democrata. Os novos e insuportáveis cagões Gonçalves Zarcos “decretaram” o Fim do Ano não ser o principal cartaz da Madeira".

Forte e feio. Ou como diz o povo "curto e grosso".




21 visualizações

Comments


bottom of page