top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Falta fazer muita coisa na Madeira pelos trabalhadores



Sérgio Gonçalves deu conta das situações de precariedade que continuam a se verificar e mencionou o facto de a Madeira ter os rendimentos mais baixos do País.





“Falta fazer muita coisa na Madeira para defender, efetivamente, os trabalhadores”. A afirmação foi feita esta manhã pelo presidente do PS-Madeira, numa conferência de imprensa na qual apontou a necessidade de criar medidas que valorizem o trabalho e que permitam dar melhores condições a quem trabalha.

Nesta data em que se assinala o Dia do Trabalhador, Sérgio Gonçalves deu conta das situações de precariedade que continuam a se verificar e mencionou o facto de a Madeira ter os rendimentos mais baixos do País. Fatores que, explicou, levam à emigração ou à pobreza e que contribuem para que a Madeira seja a região com a mais alta taxa de risco de pobreza e exclusão social.

O líder dos socialistas madeirenses referiu serem vários os setores em que, muitas vezes, são esquecidos os trabalhadores. “Quando se olha, por exemplo, à saúde, nós defendemos que se devam reduzir ou eliminar as listas de espera, mas é preciso também olhar aos trabalhadores do setor e, no caso específico, aos enfermeiros que ainda não receberam as compensações prometidas pelo Governo Regional em 2020 e 2021, devido à pandemia de Covid-19”, declarou.

4 visualizações

Коментарі


bottom of page