Buscar
  • Henrique Correia

Governo "encomendou" ao Diário livro sobre as comunidades por 26.400€


Ausência de "meios próprios" justifica este ajuste direto com um prazo de execução de um ano




O Governo Regional requisitou os serviços da empresa do Diário de Notícias, por ajuste direto, para a produção e impressão de um livro sobre as comunidades madeirenses na Diáspora. Por 26.400 euros e com um prazo de execução que anda à volta de um ano.

O contrato é de janeiro e invoca a inexistência de recursos para justificar a atribuição deste ajuste direto, um recurso que é também prática corrente aquando das visitas de governantes às comunidades, cuja organização é igualmente concedida por ajustes diretos com o argumento da inexistência de meios próprios para organizar essas deslocações.

Recorde-se que a Madeira tem uma forte representação madeirense em vários países, sendo as mais representativas as da Venezuela, África do Sul, além do Reino Unido, mas com madeirenses espalhados por muitos outros países.

Neste Governo liderado por Miguel Albuquerque, passou a haver uma direção regional das Comunidades, atribuída a Rui Abreu.

10 visualizações