Buscar
  • Henrique Correia

Jardim arrasa Passos Coelho elogiado por Albuquerque: "A criatura foi um desastre"


"Inadmissível pôr Passos Coelho a par de Sá Carneiro. Na Madeira, Passos ia destruindo o PSD com o seu vergonhoso eleitoralismo interno".




Foram várias as "fontes" que se manifestaram, em surdina, sobre a intervenção de Miguel Albuquerque no Congresso nacional do PSD e sobretudo no momento em que desafia os congressistas a não renunciarem o passado, dizendo mesmo que o partido orgulha-se desse passado e mete no mesmo "saco" líderes tão diferentes como Sá Carneiro, Cavaco Silva e Passos Coelho, sendo que em relação a este, Miguel Albuquerque diz que fez um extraordinário trabalho que salvou o país da bancarrota. O aplauso que o Congresso fez a Passos Coelho, foi outra marca que muitos interpretam como alguma presença de saudisismo "passista" na liderança de Luís Montenegro, o que nem é de estranhar atendendo a que Montenegro foi líder parlamentar no tempo de Passos.

Quem não gostou destas comparações de líderes foi Alberto João Jardim. Comparar Sá Carneiro a Passos Coelho fez o antigo líder do PSD-M "estremecer" na cadeira. Escreve ser "inadmissível pôr Passos Coelho a par de Sá Carneiro, Cavaco e Durão Barroso!

A criatura foi um desastre económico e social, nem sabendo defender e dosear Portugal das consentidas imposições estrangeiras.

Na Madeira, ia destruindo o PSD com o seu vergonhoso eleitoralismo interno".

22 visualizações