top of page
Buscar
  • Foto do escritorHenrique Correia

Madeira "tem segurança" mas Assembleia pede mais polícias à República



"Ao longo dos últimos tempos tem vindo a público o aumento da preocupação da população com a insegurança na Região. A redução do número de agentes da PSP na Região Autónoma da Madeira, veio diminuir o policiamento de proximidade".






Enquanto as entidades políticas oscilam posições, umas vezes pedindo reforço policial e evidenciando a necessidade de um policiamento de visibilidade face às consequências de consumos de substâncias psicoativas, outras vezes garantindo que o Funchal é cidade segura e que não hámotivo para alarme, eis que a Assembleia Regional vem como que "clarificar" a preocupação: só se pede mais polícia quando se acha que há falta de polícia. E há.

O Parlamento Regional aprovou uma resolução recomendando ao Governo da República que durante o ano de 2023, através do Ministério da Administração Interna, desencadeie o procedimento de mobilidade interna de forma a garantir que os agentes que desempenham funções no continente possam optar por serem transferidos para a Região e que através dos novos recrutamentos de agentes da PSP afete em número adequado os recursos humanos para colmatar as necessidades do Comando Regional da Madeira da Polícia de Segurança Pública.

Refere o documento que "ao longo dos últimos tempos tem vindo a público o aumento da preocupação da população com a insegurança na Região. A redução do número de agentes da PSP na Região Autónoma da Madeira, veio diminuir o policiamento de proximidade, com todas as consequências que tem para a segurança pública.

Na Região existem cerca de 750 agentes da PSP, um número insuficiente face às necessidades. Segundo dados divulgados pelas associações representativas dos agentes da PSP, o Comando Regional da Madeira da Polícia de Segurança Pública necessitava de mais 150 polícias, para assegurar o seu normal funcionamento.

No início do mês de março de 2023, o Governo da República abriu um concurso para a admissão de novos agentes da PSP.

Já no ano passado, foi lançado um concurso com o mesmo objetivo que contou com 4000 candidatos, dos quais apenas 648

entraram para o curso de formação de agentes que se iniciou em dezembro de 2022.

Considerando que está em curso a formação de novos agentes da PSP".

O Governo considera que "existem muitos agentes da PSP que, sendo naturais da Madeira, estão a prestar serviço no continente e que pretendem ser transferidos para o Comando Regional da Madeira da PSP;

Considerando que existe uma falta evidente de agentes da PSP no Comando Regional da Madeira".



13 visualizações

Kommentare


bottom of page