Buscar
  • Henrique Correia

Marcelo anuncia quinta-feira a dissolução da Assembleia da República


Quarta-feira há reunião do Conselho de Estado. Depois, na quinta-feira, o Presidente da República anuncia a dissolução do Parlamento.




Marcelo avisou, avisou, mas não serviu de nada. E como ninguém o ouviu, vão levar mesmo com dissolução da Assembleia da República e convocação de eleições antecipadas. Falta saber a quem interessa mesmo este ato eleitoral antes do tempo, uma vez que tirando o PCP e o Bloco, que correm sérios riscos de uma penalização nas urnas, e o PSD e CDS a braços com um processo eleitoral, num caso em curso e no outro em debate interno fica o PS e os mais pequenos.

Mas Marcelo quando avisou, lá para os seus "botões" sabia que as eleições antecipadas eram uma possibilidade forte. E foi. Hoje, no Expresso, Marcelo faz declarações durante a cerimónia de entrega do prémio literário D. Diniz, em Vila Real. O presidente deixa claro que "a dissolução significa “devolver ao

povo a decisão”, manifestando “preocupação” e dizendo-se “muito atento” para que não haja “descolagem” ou

“distância entre o povo e os seus representantes”.

O Chefe de Estado comentou a situação política e referiu que se trata de “uma coincidência”. “Os deputados quando votaram não estavam a pensar nisso”.

“O interesse nacional vale mais do que os outros”, sublinhou,

Quarta-feira há reunião do Conselho de Estado. Depois, na quinta-feira, o Presidente da República anuncia a dissolução do Parlamento.

10 visualizações